Arquivo mensal: março 2015

Eu COM resultado parte 3

Padrão

Aqui vai um post para falar de quase uma semana inteira…

Acho que foi quarta-feira que minha ansiedade começou a piorar e isso me deixou (e ainda me deixa) muito instável. Eu acabei abandonando o desafio de não-reclamar e recomecei ele hoje. Me saí relativamente bem hoje. Falei pouco, mas também fiquei presa na chuva e perdi a acupuntura (de novo!) e não reclamei nem dentro da minha cabeça.

Minha ansiedade me deixa tensa, agoniada, com a sensação de que eu tenho que “sair daqui”, sendo o “daqui”, aparentemente, meu corpo. Sair da sala ou de casa ajuda um pouco, e eu estou pensando em fazer isso mais (o único problema é que atrapalha meus afazeres que são, em sua maioria, na frente de um computador, mas também estou trabalhando nisso).

Todos os dias fiz uma sessão de alongamento e meditação como o meu tempo para mim. A meditação, infelizmente, é um martírio. Parece que várias dores do meu corpo resolvem aparecer (ou eu tomo consciência delas) e fica muito difícil transcende-las. Eu tento melhora-las, mas perdi o sono alguns dias por causa disso (porque as dores de tensão não passam tão rápido assim).

Minha solução para isso é me alongar mais durante o dia e, continuar olhando pra minha postura (que está melhorando!)

Essa semana também tentei pensar no que eu quero fazer da minha vida, que estilo de vida eu quero. Primeiro vêm muitas ideias, depois desespero (SOCORRO, não tenho a MÍNIMA IDEIA do que eu quero fazer) e muitos obstáculos aparecem na minha cabeça. O que não é o foco do exercício, então, depois de colocar pra fora com choro, eu volto a pensar à respeito das coisas.

Eu queria fazer design, ou ajudar as pessoas a abrirem à consciência e se melhorarem através de terapia e/ou escrita (mas eu gostaria de algo mais abrangente). Ou os dois…. Por enquanto eu estou nessa, mas estou me abrindo a outras opções porque também não estou conseguindo sentar na frente do computador e me comprometer com estudar design. Aí eu penso, será que design vai me trazer o flow?

Então eu resolvi parar de pensar e fui fazer minha “coisa diferente” da semana. Fui cozinhar.

Foi ótimo, para minha surpresa. Somente uma das receitas não deu certo e eu já dei uma adaptada nela (vou testar assar as almondegas de berinjela ao invés de fritar e colocar mais tempero e mais pão para ficar mais durinha). O tomate recheado com creme de ricota e espinafre ficou ótimo e o arroz integral com verduras (tomate, cenoura e brócolis) ficou tão bom que eu chamei minha irmã e uma amiga para vir comer (eu fiz arroz para um batalhão também. Aparentemente três xícaras de arroz é muita coisa :p)

Quero cozinhar mais. Estou querendo fazer alguns petiscos (que irão incluir o tomate recheado – mas dessa vez assado e a almondega de berinjela) e chamar algumas cobaias para comer. Quem sabe esse não é meu novo hobbie? (eu preciso de um hobbie que não envolva um computador o tempo inteiro).

Enfim, o balanço da semana, mesmo com a crise de ansiedade, foi positivo. Cozinhar me deixou ansiosa só no começo, mas depois me acalmou. Eu descobri que sou capaz de algo novo, e, se essa “cutucação interna” que eu ando fazendo me deixou ansiosa, deve ser porque eu “acordei” alguma coisa lá dentro.

É assim que eu estou encarando as coisas. Essa semana ainda não sei o que farei de novo. Pensei em me jogar em alguma aula gratuita de demonstração de alguma academia. Mas, seria algo diferente, como artes marciais, ou sei lá, slackline… Ainda não sei.

Até a próxima!

Anúncios

Eu COM Resultado – dia 02

Padrão

Resetei meu desafio de 21 dias de novo (e embora esse post seja para relatar meu dia de ontem, já adianto que hoje, 11/3 às 09:47, já reclamei de novo 😦 ). Êta desafio difícil!!

Mas, vamos começar de novo, à partir desse minuto (09:48), começam os 21 dias sem reclamar.

Ontem descobri que estou dormindo tensa demais, por isso, meu tempo para mim mesma foi uma sessão de relaxamento antes de dormir, com direito a auto-massagem. Eu dormi rápido, mas,pelo meu estado atual, continuei tensa.

Hoje vou ao supermercado e comprar ingredientes para fazer comidinhas (não sei se colocarei a mão na massa hoje ou amanhã, vai depender da hora que chegarei em casa).

Como perdi a sessão de acupuntura de segunda, preciso remarcar, quem sabe melhora a tensão? (assunto nada a ver com o programa, mas tudo bem).

Estou pensando que, talvez, meus próximos momentos para mim mesma devam ser mais ativos, focando em coisas que gosto de fazer. Mas, anda tão difícil ultimamente descobrir o que eu gosto de fazer… Tenho uma lista de coisas básicas de design e um livro (que eu estou escrevendo) inacabado para “atacar”, mas ando tão cansada quando chego em casa, que fico sem energias para fazer essas coisas.

Talvez eu tente fazer uma yoga revitalizadora…

Eu COM resultado

Padrão

O nome do programa na verdade é você COM resultados, mas esse você, nesse caso específico, sou eu, então deixa esse título para abrir o meu pequeno diário. Estou aqui, nesse meu espaço velho de guerra, começando um log das minhas atividades e meus pensamentos enquanto estiver passando por esse programa.

Pequeno parágrafo introdutório: minha amiga e colega de tempos áureos na AIESEC, Ludymila Pimenta está vivendo seu sonho de ser coach e ajudar as pessoas a se realizarem na vida. Ela está testando esse programa com seis pessoas queridas e bonitas, uma delas sendo eu, que querem fazer mudanças em suas vidas profissionais, descobrir um rumo, o próximo passo na carreira, focar em alguma atividade, seguir um caminho já escolhido…

Nossa primeira reunião foi ontem, domingo, e contribuiu com a sensação de sincronismo que senti desde que o convite foi feito. O convite apareceu pouco depois de eu voltar de um carnaval focado na transformação e logo após eu dar os primeiros passos para largar essa ansiedade e depressão de uma vez por todas; logo após eu me comprometer com a mudança. Achei místico. 🙂 Na primeira sessão falamos muito sobre o que queremos, como estamos e sobre felicidade e flow, coisas que estou lendo à respeito. Um dia antes eu havia visto um documentário exatamente sobre isso.

Agora tenho mais motivos para colocar o livro Flow, que a minha amiga Cintia me recomendou lá no ano passado, na minha lista de livros a ler.

Nós saímos da sessão com algumas tarefas de casa. Uma delas era escrever uma carta para mim mesma logo de manhã. Uma carta para ser aberta só no final do programa. Confesso que só consegui escrever de tarde. Acordo cedo e já bombando na escola, não tive tempo de me comprometer com a carta. Mas, escrevi.

Outra tarefa, essa diária, é se dar pelo menos dez minutinhos para si mesmo. No meu caso eu me dei mais de dez minutos de cuidados com o corpo. Um banho longo, pintar os cabelos brancos com henna (parece que não deu muito certo, vou ter que repetir a dose amanhã ou depois), depilar, limpar as unhas, mergulhar os pés na água morna… Foi ótimo. Entre uma coisa e outra dançava sem muitas pretensões, que eu descobri que é uma das coisas que mais me relaxam na vida. Foi divertido.

Também comecei o desafio 21 dias sem reclamar, que vi no site da minha coach Ludy também. Hoje foi o primeiro dia corrido (porque ontem eu comecei e tive que resetar o desafio duas vezes). Para deixar tudo lindo, tive várias dores no corpo hoje, estou suspeitando de estar adoecendo (ou só tive um mal estar)… Eu acho que eu reclamei na cabeça, mas logo parei, não coloquei pra fora. Fiquei um pouco na dúvida também com o que é reclamar. Eu falei em voz alta das minhas dores, mas procurando solução ou um diagnóstico caseiro (estou sentindo dor aqui, ali e acolá, quê que será isso, héin?). Não considero isso reclamar, mas, fiquei na dúvida se é (eu reclamo tanto que acho que reclamar é natural pra mim e eu já não sei mais o que é reclamar e o que não é).

Engraçado, também comecei a corrigir um probleminha na minha postura. Eu tenho uma dor no diafragma por causa da minha postura curvada, de gente que se debruça no computador. Quando eu arrumo a postura, a dor melhora, então ando fazendo isso até de uma forma natural. Eu, melhorando em todos os sentidos. 🙂

Me veio muito à cabeça meus planos de estudar/praticar algumas coisas de design gráfico e fotografia independentemente, porém, eu estava mais inclinada a ficar longe do computador do que dentro dele…

Outra tarefa que temos é a de fazer algo novo semanalmente. Eu decidi que essa semana eu vou cozinhar. Quem me conhece sabe que eu morro de preguiça de cozinhar e nunca tive paciência. Cozinho só quando não tem jeito e sem compromisso com receitas nem nada (miojo com molho pronto e legumes congelado, por exemplo). Essa semana vou fazer uma receita e aproveitar meu vegetarianismo para aprender boas receitas que substituem carne. Quero fazer uma almondega de berinjela, e talvez mais coisas. Vi uma receita dessa almondega, mas vou pesquisar mais. Quem tiver alguma receita legal para eu tentar ao longo da semana, agradeço.

Bom, por hoje é isso. Vamos ver aonde esse novo barco me leva.

Abraços a todos!

Luana Selva 09/3/2015