Arquivo mensal: fevereiro 2009

Ó concursando por que estás tão triste? Caiu a matéria que não estudaste?

Padrão

Meu carnaval vai ser de concursando. Ao invés de ir para Gyn City ver minha marmmy e minha irmã choudner, vou ficar em North Lake, estudando e relaxando. Um monte de gente veio falar para mim que eu deveria sair, relaxar, “esvaziar a cabeça” e houve certas insistências para que eu “me divertisse um pouco”. O detalhe é que isso está, sim, nos meus planos, só não da forma como a maioria imagina.

Primeiramente gostaria de enfatizar que carnaval, para mim, é igual a relaxamento, casa, dormir muito, ver muitos filmes. Sempre foi assim, salvo alguns episódios da adolescência. Sou do tipo de goiana que vai para uma fazenda comer, nadar, dormir, andar pelo mato, ver tudo que passar na HBO. Se, por acaso, não existe nenhuma fazenda para ir, sempre fui muito feliz em passar os dias em casa, ou na casa dos outros, jogando, alugando uma dezena de filmes, vendo um atrás do outro e conversando. Às vezes bebendo um montão, ou tomando vários sorvetes.

Segundo ponto: Sair da rotina, dormir e acordar tarde, fazer os horários que eu quero, para mim isso já é um super relaxamento. Meu cérebro não é dos mais rotineiros. Ele não gosta muito de fazer as mesmas coisas, nos mesmos dias, no mesmo horário. Por isso, muitas vezes, no meio da semana, ele resolve que, sei lá, quinta feira é dia de dormir e não há café que o remova dessa decisão. Ou ele pode decidir não se concentrar em nada a não ser em um filme sobre chicanos na califórnia, lutando por escolas melhores. Sair da rotina, deixar meu cérebro acordar tarde, estudar à noite, ver filme na hora do almoço… Não há nada mais relaxante no mundo. Nada que deixe meu cérebro mais feliz e afiado. Lexapro nenhum substitui a sensação de relaxamento e felicidade que eu tenho ao não me sentir obrigada a nada, não me sentir cobrada…

Terceiro ponto: Sair à noite cansa. Invariavelmente eu bebo. Invariavelmente eu durmo super tarde. Invariavelmente eu acordo no outro dia mais tarde ainda, e, cansada. Não digo que sair de casa canse. Eu espero sair, ver pessoas, conversar, rir. Mas… sair à noite, beber, dançar, me divertir nesses moldes, não sei se seria o melhor nesse momento. Porque eu preciso estudar, preciso do meu cérebro feliz, preciso estar relaxada e concentrada.

Não que eu não adore a vida social e da noite. Mas, acredito que não é o melhor agora visto que o concurso é dia 8 de março e ainda me falta muito para estudar para que o resultado me deixe mais feliz. Se eu tivesse mais tempo, talvez tivesse ido para goiânia, beber, sair, dançar, me divertir nesses moldes, mas, o concurso é um fato. Próximo.

Carnaval para mim, ao contrário do que seria para o resto do Brasil, quer dizer relaxar, dormir, estudar, ficar zen… É uma tradição minha. E tirando a saudades da minha mãe, minha irmã, meu sobrinho, minha avó e meus amigos goianos, eu estou feliz em ficar aqui, escrevendo no blog, ouvindo coldplay e corrigindo simulado…